Arquivo da tag: cinema

Filmes

Eu sei que filmes não contam para o desafio literário, mas vi alguns filmes nos últimos dias e queria falar sobre eles, tá.

A invenção de Hugo Cabret

Filme do Scorcese, parece que tem a versão 3D também, mas eu só descobri isso depois que assisti a versão normal. Filme fofo, efeitos especiais legaizinhos, mas não posso dizer que foi um dos melhores filmes que eu já vi ever. É a história de um menino que é filho de um relojoeiro que encontra uma espécie de robô. Os dois tentam consertar o boneco que funciona com engrenagens parecidas com as dos relógio quando o pai morre de repente. O menino vai morar com um tio que mora na estação de trem de Paris e é responsável por manter os relógios da estação funcionando. Como ele mesmo diz, ele vive “entre as paredes” da estação e vive de pequenos furtos enquanto tenta consertar o boneco que é a única ligação que sobrou entre ele e o falecido pai. Tenho que confessar que chorei um tanto com aquele menino lindo, com olhos azuis enormes, que ficou órfão e morava na estação de trem em Paris. Impossível não pensar que ele não merecia viver daquele jeito e que merecia ser adotado por uma família de verdade!

Faça-me feliz

Filme francês, minha gente! Humor francês não é lá essas coisas… Mas o filme até que é bacana. Conta a história de um homem que só quer passar um tempo agradável com a namorada cheia de frescura que ele tem. E daí que enquanto ele tenta desesperadamente fazer amor com ela num sábado pela manhã, ele acaba contando pra ela uma história que um amigo de um amigo contou para ele. Trata-se de uma estratégia que esse outro cara criou para pegar a mulherada. Ele escreve um bilhete convidando a moça para se encontrar com ele dali alguns minutos e a única promessa existente é que eles devem aproveitar ao máximo aqueles momentos e nunca mais se verem novamente. E a mulherada realmente fica tentada com o convite e o cara pega geral. O personagem principal resolve tentar para ver se a técnica funciona e acaba entrando numa grande roubada com a filha do presidente da França!  Filme simpático.

Muita calma nessa hora

Filme brasileiro, roteiro do Bruno Mazzeo. Parecem várias esquetes coladas com uma história fraquinha. Muitos globais e comediantes no mesmo lugar. Algumas cenas são hilárias, mas no geral não consigo esquecer da Gianne Albertoni tentando atuar. Mas vale pelo clima praia, amigas unidas na tristeza e na alegria, etc, etc, etc.

Água para elefantes

Robert Pattinson fora da pele do vampiro Edward! Thanks God! E não é que o rapaz sabe fazer outra coisa além de morder pescoços e fazer aquela carinha blasé? Esse filme eu recomendo! Jacob é um estudante de veterinária que está na sala de aula fazendo o último exame antes de pegar o diploma quando recebe a notícia de que seus pais morreram num acidente de carro. Não bastasse a perda dos pais, os únicos parentes que ele possui, o rapaz descobre que não tem mais nem a casa pra morar, pois o pai tinha hipotecado tudo para pagar os estudos dele na faculdade. Sem eira, nem beira ele acaba pegando carona clandestina num trem que é de um circo e passa a trabalhar como cuidador dos animais. Pausa para essa pessoa aqui se debulhar em lágrimas ao saber que o leão teve os dentes arrancados, que os cavalos eram obrigados a se apresentar quase até a morte e que uma elefanta era castigada durante o seu treinamento. Pior é saber que durante muitos e muitos anos essa era a realidade dos circos em todo o planeta. Dózinha do leão, gente!! Daí tem romancezinho entre o ex-vampiro com a esposa do dono do circo e o sentimento que ele tem pelos animais. Assistam.

 

Sherlock

Pois então, assisti o novo Sherlock Holmes ontem! Bom demais, gente. Destaque especial para a cena do tiroteio em que os heróis fogem de uma fábrica de armas. Dr. Watson segurando uma metralhadora de cabeça pra baixo também é impagável.

Não pude evitar de sentir a mesma coisa que senti quando eu assisti o primeiro filme com o Robert Downey Jr e o Jude Law. Ok, they are super hot! Mas não é isso. É que nos livros eles são tão britânicos, tão polite, tão certinhos, tão boring… E no filme eles são dois malucos beberrões, atléticos, bons de briga, tão charmosos!

Sir Arthur Conan Doyle deve estar se revirando no túmulo! Mas fizeram bem em dar essas características divertidas aos dois ou o filme seria uma chatice. Eu recomendo!

Tudo quase errado

Ontem o combinado era sairmos do trabalho e irmos ao cinema assistir o novo filme do Sherlock Holmes. Larguei tudo às 18h em ponto, peguei o marido no trabalho e fomos para o shopping, pois a sessão começava às 19h20. Trânsito… Quebra-quebra nas ruas… Prefeitura trabalhando, aham… Procura vaga, estaciona, sobe escada rolante… Chegamos na frente do cinema às 18h50 e tinha uma fila quilométrica!

Esqueci que estamos ainda no meio das férias escolares e ontem era dia de desconto na rede Cinesystem. Ok, pega fila e torce para que todo aquele povo queira assistir As aventuras de Tim Tim. Dei a maior gafe falando do nariz absurdamente enorme da menina que estava na minha frente, marido diz que morre de vergonha de mim nesses momentos. Quando faltavam uns dois casais na nossa frente, passa um funcionário gritando que para a sessão das 19h10 não tinha mais ingressos, agora só às 21h30. Eu fico p@#$ com essas coisas!!!

Marido fica bravo porque ele não quer perder a viagem e pagar estacionamento à toa e eu fico brava porque não quero ver porcaria outro filme. Não quero ver Aventuras de Tim Tim, não quero ver Alvim e os esquilos e nem Missão Impossível. Eu quero ver Sherlock Holmes, cacete! Saímos bicudos e eu sugiro entrarmos na lindíssima e supernova Livraria Cultura que finalmente abriu aqui em Curitiba, daí ele se lembra que tem um Outback naquele shopping. Meus olhinhos brilharam! Mas como nessa cidadezinha em que moro só existe UM Outback, toda vez que nós jantamos lá, a média de espera por uma mesa é de 1 hora e eu não estava a fins de esperar tudo isso, não.

Chegamos no Outback e operou-se um milagre! Não tivemos que esperar N-A-D-A, tinha mesa vaga! Até comentei com a garçonete que ia registrar esse momento. Quando sentamos, era dia de double drink e aí foi a hora em que os olhinhos do marido brilharam. Desce dois chopps, faz favor! Tá vendo como realmente se abre uma janela quando uma porta se fecha? hehehehehehe

…pensamentos…

Pois é, não deu. Nao foi dessa vez que eu consegui o emprego dos meus sonhos. Sim, eu vim a esse mundo para ter uma vida modesta, pra não dizer ue vou continuar contando as moedinhas no final do mês e morrer pobre. Ah, e antes que alguém pergunte, eu vejo o copo meio vazio na maioria das vezes. E costumo dizer que não sou pessimista e sim realista.

*

Assisti Sherlock Holmes no cinema. Gostei, mas achei que gostaria mais. Os personagens principais foram retratados de maneira mais atlética, mais jovens e bem menos “polite” considerando que são ingleses. Pensando bem, não tinha outra alternativa. Eles eram chatos na literatura.

*

A partir da semana que vem quem curte seriados, e não tem TV a cabo como yo, terá mais opções de lazer. Na briga pelo segundo lugar na audiência, a Record e o SBT passarão a apresentar CSI Las Vegas e Gossip Girl às 21h. Finalmente as redes de tv aberta descobriram que nem todo telespectador gosta de ver novela. Quem sai ganhando sou eu que sempre tive dificuldades em  ficar acordada até meia-noite para assistir CSI. Só espero que o Silvio Santos não acorde com a pá virada e resolva alterar a programação sem avisar estragando a brincadeira. Fico bege…

*

E alguém sabe me explicar por que praticamente todas as redes de tv exibem programas religiosos de madrugada? Isso só me faz chegar a uma conclusão: quem tem insônia está possuído pelo capeta!

Filmes

Filmes que poderiam ser varridos da face da terra durante um cataclisma ambiental:

Inteligência Artificial

A gerra dos mundos (versão com o Tom Cruise)

2012

Avatar

Um drink no inferno

O apanhador de sonhos

*

Filmes que devem ser venerados hoje e sempre:

Peixe Grande

O fabuloso destino de Amelie Poulain

Sociedade dos Poetas Mortos

Pretty Woman

O silêncio dos inocentes

Kill Bill volumes 1 e 2

Assassinos por natureza

As horas

Pulp Fiction (e todo e qualquer filme do Tarantino)

Tempos Modernos

***Essas listas não estão acabadas e podem ser modificadas à medida que mais filmes bons e ruins me venham à cabeça. Sinta-se à vontade para contribuir.

Seria cômico se não fosse trágico

Fui assistir Avatar dublado e 3D. Posso falar? Odiei o filme, mas amei esse negócio de cine 3D! É difícil não pagar mico tentando tocar as plantas e se defender dos ataques. Show de bola. Agora, ô filminho nada a ver… A mesma premissa de sempre: povo bonzinho e ligado à natureza sendo massacrado pelos humanos malvados. Com direito a herói e vilão fodões e romance impossível. Conclusão: Avatar sucks. Infelizmente nessa época de férias escolares era o que tínhamos para o momento. Quem mandou topar ver filme do James Cameron, dá nisso.

*

Fiz concurso público ontem. Sinceramente, não estudei nada e estava morrendo de preguiça de ir. Que saco.

*

Eu já comi mais churrasco nesses oito anos morando em Curitiba do que em toda a minha vida antes de vir pra cá. E aprendi a classificar esse evento gastronômico em dois tipos: churrasco de bebum e churrasco-família. Churrasco de bebum é aquele que começa às 8h da noite, tem pão, linguiça e às vezes uma carninha. Você vai com o objetivo de beber, se tiver sorte consegue beliscar alguma coisinha de gosto duvidoso. Geralmente chega em casa azul de fome e precisa pedir uma pizza antes de dormir. Agora o churrasco-família é aquele que começa perto da hora do almoço, tem um filezão suculento pra cada um, arroz, salada de tomate e maionese. E você volta pra casa triste de tanto comer.

*

Eu vejo muita porcaria na TV. É sério. Eu assisto cada coisa que até Deus duvida. Mas tem uma porção de coisas que passam na TV que eu abomino. E não assisto nem sob tortura. Bom, sob tortura talvez. Pensando bem, fazer alguém assistir o Netinho de Paula, o Gugu ou o Ratinho já pode ser considerada tortura.

*

Olha só, eu não sou uma entusiasta dos esportes e já estou de saco cheio dessa papagaiada de olimpíadas e copa do mundo. Não dá pra virar o disco? Desculpa o mau humor, mas eu cansei.

*

Ando tão à flor da pele que até comercial de margarina me faz chorar… suspiro.