Arquivo da tag: comunidade

A vida em condomínio

Sou contra bichinhos de estimação em apartamento. Sou contra porque acho que mesmo aqueles cachorrinhos de madame e gatinhos persas que só comem e dormem precisam de espaço para esticar as patinhas. Além disso, eles precisam pisar numa grama, fazer xixi na terra, interagir com os bichinhos vadios da vizinhança e dar suas passeadas por aí para arejar.

O meu vizinho de cima tem um gato, o Mingau. O Mingau passa o dia inteiro sozinho em casa, deitado no parapeito da lavanderia vendo a vida passar. Háalguns meses atrás, toda noite ele ficava maluco com a ausência dos donos e miava sem parar. Não, ele não miava simplesmente… Ele uivava, se é que é possível um gato uivar. E eu acordava de madrugada com os berros do Mingau e pensava que esse bicho devia estar sendo estripado ou coisa parecida.

Um dia eu me enfezei e deixei um recado debaixo da porta dos vizinhos dizendo que o gato não dava trégua no barulho. Funcionou perfeitamente e o silêncio reinou depois disso. Acho que eles trancavam o bichano na área de serviço, só pode ser!

Agora algum outro vizinho, que eu não sei quem é, arrumou um filhotinho de cachorro que late o dia todo que Deus me deu. Vida em condomínio é isso aí.

Viver em comunidade

Eu tenho uma leve desconfiança de que as pessoas deste século não estão preparadas para viver em comunidade. Posso presenciar isso todos os dias no meu condomínio. A vizinha da frente falta me atropelar no corredor, mas ela não levanta os olhos nem pra me olhar, quanto mais para me cumprimentar.

*

Hoje à tarde eu tentei dormir, mas foi impossível. Horário de verão e clima de verão fazem as crianças sairem de suas tocas para brincar por todo o prédio. E acho que elas têm uma predilação pela área que eu moro. Além disso a síndica está fazendo reformas para fazer valer o seu poder. Depois de pegar no sono mais gostoso da tarde, acordei ao som de marretadas na calha.

*

Todo condomínio tem o tarado da furadeira. Aqui nós temos o tarado do aspirador de pó, o gato carente do vizinho de cima, o cachorro alucinado do vizinho da frente e os gostos musicais duvidosos nos finais de semana pela manhã.

*

Os vizinhos de cima acordam bem cedo para trabalhar. E acho que gostam de companhia porque eles costumam me acordar também. Já os escutei correndo de um lado para o outro e geralmente eles derrubam alguma coisa pesada no chão, que é justamente o que me faz acordar junto com eles, às 5h da manhã.